quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Caminhada em defesa dos direitos previdenciários une centrais sindicais em Belém

Sindicalistas da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil na manifestação

Uma grande caminhada em defesa dos direitos previdenciários e contra as MP’s 664 e 665, do Governo Federal, que reduzem benefícios no seguro-desemprego, abono salarial e pensões, uniu diversas as centrais sindicais hoje pela manhã em Belém, na capital do Estado do Pará.
 Trabalhadores vindos de toda a Região Metropolitana concentraram-se a partir das 8:30 H. na escadinha do cais do porto, de onde saíram em passeata pela Av. Pres. Vargas até o Centro Integrado de Governo (CIG), na Av. Nazaré.
No caminho os manifestantes fizeram uma parada em frente a Sede da Caixa Econômica Federal para exigir que o banco continue 100% estatal e seja um dos vetores do desenvolvimento nacional.
“É um retrocesso, contrário às propostas mudancistas do governo recém eleito, cria dificuldades para o trabalhador no acesso ao seguro-desemprego, penaliza a juventude e no acesso a pensão por morte, promove terceirização da perícia médica, prejudicando os trabalhadores, não mexe nas pensões de alguns "privilegiados" e restringe o valor do benefício em até 50% para trabalhadores de baixa renda”, disse José Marcos Araújo (Marcão), Presidente da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).
Além da CTB participaram sindicalistas ligados a CUT, CSB, Força Sindical, UGT, Conlutas e NCST. O ato faz parte de um calendário nacional das centrais, que preparam uma grande manifestação no dia 26 de fevereiro em São Paulo.

Nenhum comentário: