quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Ideb traduz em números a realidade do ensino médio no Pará

Quadro gráfico do UOL Educação
Estive lendo as opiniões dos especialistas sobre os números do Ideb apresentados pelo MEC em relação ao ensino médio e constatei que nada mudou. Se não mudaram os números, que tiveram uma evolução tímida, não mudaram também as causas da tragédia, é obvio. Falta de estrutura e investimentos, baixos salários e escola não atraente a profissionais e alunos são os motivos mais apontados. Todos esses assuntos já foram abordados aqui, mas parece que eles não se esgotam facilmente.
Focando no Pará, observamos que os números mostram uma involução da educação. Em 2009 o Ideb apontou para 3,1 e agora, em 2011 caiu para 2,8 numa escala que vai de zero a dez. O Ensino médio no Pará está com nota vermelha.
E o pior é constatar que essa é uma realidade que parece independer de cor partidária de governo por que essa amostragem divulgada ontem pega parte do governo de Ana Júlia e parte do governo Jatene. Para se ter uma ideia, os 2,8 de 2011 são os mesmos insignificantes dígitos alcançados em 2005.

Nenhum comentário: