segunda-feira, 9 de julho de 2012

Blog quatro anos depois

Depois de mais de 100 mil acessos e 820 postagens publicadas, o Blog do Prof. Augusto Magalhães completou ontem 4 anos no ar. Despretensiosamente publiquei no dia 08 de julho de 2008 a primeira matéria aqui, quando cheguei em Belém após uma cansativa viagem na qual passei por uma esburacada PA-263, que liga Tucuruí ao município de Goianésia do Pará. A indignação era grande e não conseguia entender como um Estado tão rico poderia deixar que as coisas chegassem naquela situação.
Depois seguiu-se outra postagem e mais outras. Parece um vício esse negócio de escrever sobre tudo o que se acha interessante e principalmente sobre minha maior paixão, que é a política. A princípio somente os amigos liam, mas depois o público cresceu. Hoje, em dias normais, os acessos chegam a 300 diariamente. São números humildes, porém sólidos e em franco crescimento.
Acredito que tenho conseguido manter a linha que propus para esse espaço que é a de provocar o debate honesto, democrático, politizado e sobretudo respeitoso em prol de uma cidade mais humana. E por que não dizer de um Estado e um país também mais humanos?
É por tudo isso e outras coisinhas mais que quero aqui agradecer aos amigos e até aos adversários que consegui colecionar com minhas opiniões que não conseguem agradar a todos. Obrigado pela credibilidade, pelo exercício de tolerância, pelo espírito democrático e também pelos comentários. Vamos renovar nossa amizade por mais 4 anos e depois a gente renova de novo. Obrigado!

2 comentários:

davisom jaime disse...

Parabéns Guto Magalhães, vendo iniciativas como a sua, que comecei a também participar do Blogger!

Vamos juntos nessa caminhada. Porque a esperança se renova!!!

abraços!

Anônimo disse...

Parabéns pelo sucesso do blog Professor Augusto, parabéns também por ter abraçado a cidade de Tucuruí em sua defesa incansável no blog.Por fim, parabéns por ter voltado a apresentar um pouco da humildade e simpatia que demonstrava antes, convenhamos o senhor andava insuportavelmente arrogante.