terça-feira, 24 de abril de 2012

Vereadora petista é pega com a mão na massa

Jamili Corrêa (PT), vereadora da Câmara Municipal de Salinópolis, e sua assessora Marly Costa, foram presas em flagrante, na manhã de ontem (23), por policiais civis do Núcleo de Inteligência Policial (NIP) do Pará.
Extorsão
As duas são acusadas de extorquir R$ 100 mil do prefeito do município, Vagner Curi (PT), para não levar adiante a instalação de um processo de impeachment do gestor municipal.
O flagrante foi realizado na orla da praia do Maçarico, no momento em que as acusadas recebiam R$ 75 mil em dinheiro do sobrinho do prefeito. A Polícia filmou a entrega do dinheiro à vereadora.
Álibi inconsistente
Em seu depoimento, a vereadora justificou o recebimento do valor alegando que pretendia desmascarar o prefeito mostrando o dinheiro durante a sessão da próxima quinta-feira, na Câmara Municipal de Salinópolis, com vistas a provar os atos de corrupção supostamente cometidos pelo gestor.
Fonte: Ascom Polícia Civil, via Blog do Parsifal

2 comentários:

Anônimo disse...

Petista roubando petista, nem entre ladrões existe mais pudores.

Anônimo disse...

ESTAS PESSOAS TORPE.
TEM QUE SER PRESAS.
POR QUE ESTES PARLAMENTARES ROUBAM TANTO O DINHEIRO DO POVO.
ESTES POLÍTICOS SÃO UNS FALCATRUAS E RATAZANAS DA SOCIEDADE.