sexta-feira, 11 de novembro de 2011

As bravatas de Lupi

Declarações de Lupi não ajudam nem a ele nem ao governo no enfrentamento à onda de denuncismo promovida pela imprensa
O ministro do trabalho, Carlos Lupi, do PDT, definitivamente merece ser substituído, não pela onda denuncista da Revista Veja, mas sim por que demonstrou que não possui preparação para o cargo que ocupa.
Toda vez que abre a boca para se defender, o ministro se enrola cada vez mais em suas próprias bravatas. Primeiro disse que só sairia abatido a bala e que a presidente não teria coragem de demiti-lo, o que soou como um desafio à mandatária do Planalto. Depois pediu desculpas em uma audiência no Congresso Nacional com uma surpreendente declaração de amor à Dilma Rousseff.
De bravata em bravata, Lupi vai cavando sua cova, que parece já estar mais funda que o necessário. Agora só falta aquele tiro de chumbo grosso que pediu.

Nenhum comentário: