domingo, 2 de outubro de 2011

Haddad discute com ex-secretária de educação de Serra

Ministro da Educação e pré-candidato a prefeito de SP Fernando Hadad
O ministro Fernando Haddad (Educação), pré-candidato a prefeito de São Paulo, criticou nesta sexta-feira o desempenho dos governos do PSDB em São Paulo.
Numa prévia das eleições de 2012, ele discutiu com a educadora Maria Helena Guimarães de Castro, que foi secretária estadual de Educação na gestão do ex-governador José Serra (PSDB).
Os dois participavam de um seminário sobre competitividade promovido pela revista "Exame", em São Paulo.
Haddad se irritou depois de ouvir críticas ao Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e ao desempenho dos alunos brasileiros no Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos).
O petista reagiu em tom de ironia: "Eu poderia chegar e partidarizar o debate. Eu podia falar que São Paulo teve 409 no Pisa [exame internacional que compara desempenho de alunos] contra 401 no Brasil. Ou seja: depois de 30 anos de política educacional em São Paulo, vocês conseguiram a proeza de empatar com o Brasil."
O PSDB governa o Estado há 17 anos, desde 1995.
Na réplica, Maria Helena disse que falava como representante do "partido da educação" e endureceu as críticas à gestão de Haddad.
"A prova do Enem está péssima, não serve para orientar o ensino médio", afirmou. "E é um desastre o que eu estou vendo na escola pública. Não tem professor."
No fim do debate, o mediador Ricardo Boechat fez uma enquete com os participantes sobre a situação da educação no país. Além de Maria Helena, o especialista Gustavo Ioschpe e o empresário Marcelo Odebrecht opinaram que o país não está bem no setor.
Boechat proclamou o resultado: derrota de Haddad por 3 a 1.
DILMA
Mais tarde, no mesmo evento, a presidente Dilma Rousseff dedicou parte de seu discurso a exaltar ações da gestão de Haddad.
Ela citou o ministro de forma protocolar, mas enumerou vitrines de sua pré-candidatura, como o programa de construção de creches e a expansão das universidades federais.
Haddad aproveitou o seminário para conversar com possíveis aliados e doadores de campanha. O evento reuniu cerca de 400 empresários paulistas, na sede da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo).

Nenhum comentário: