terça-feira, 6 de setembro de 2011

Rota do Sal - Kalunga: o Rio Tocantins na tela do cinema

O projeto Rota do Sal Kalunga pretende refazer a saga fluvial dos negros do Quilombo Kalunga. Durante séculos, eles precisavam navegar de seu terrritório na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, até Belém do Pará para trocar produtos produzidos no Quilombo por sal, ítem essencial para a sobrevivência. .

A partir do levantamento histórico de toda a extensão da Rota do Sal Kalunga, os realizadores André Portugal e Cardês Amâncio, realizarão uma expedição cinematográfica descendo o rio em caiaques. Tal como os navegantes negros, eles vão percorrer 2.400 quilômetros e atravessar 4 estados brasileiros (Goiás, Tocantins, Maranhão, Pará). Porém fazem uma ressalva: “percorreremos apenas uma parte do caminho, uma vez que os Kalunga tinham de retornar rio acima e com suas embarcações em carga máxima”.

O registro audiovisual da aventura e todas as histórias colhidas ao longo da jornada pelo Rio Tocantins darão origem ao documentário de longa metragem.

Nenhum comentário: