quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Parada LGBT chega a Tucuruí

Como um chamado para todo mundo ter consciência sobre a diversidade, a Associação LGBT de Tucuruí – ALGBTUC, realiza no próximo domingo (11) a 6ª edição da Parada do Orgulho LGBT. Com o tema “Amai-Vos uns aos outros e basta de Homofobia. Tucuruí a terra da Diversidade”, cerca de 30 mil pessoas são esperadas para encorpar o combate à discriminação nos municípios da área de influência da UHE Tucuruí.

Para discutir não somente a homofobia na região do Lago de Tucuruí, mas também direitos e deveres dos chamados grupos LGBT, a Associação realiza ainda a 1ª Conferência LGBT da Região do Lago de Tucuruí.

A Conferência, embasada na normatização estabelecida pelo Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção de Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (CNCD/LGBT), vinculada diretamente à Secretaria de Direitos Humanos e à Presidência da República.

O tema do evento “Por um País Livre da Pobreza e da Discriminação: Promovendo a Cidadania LGBT”, quer discutir o impacto do preconceito e do racismo no Brasil no mundo.

Conforme Nil Nascimento, presidente da ALGBTUC, o movimento em Tucuruí apoia e defende a diversidade como forma de demonstrar a inclusão dos grupos. “Isso vem sendo comprovado através da grande participação em nossas paradas do Orgulho LGBT”, observa. Esta é segunda edição da Conferência Nacional LGBT.

As etapas municipais aconteceram no período de 1º de junho a 31 de agosto de 2011 e as etapas estaduais estão previstas para ocorrer até 31 de outubro de 2011. A etapa nacional ocorre nos dias 15, 16, 17 e 18 de dezembro de 2011, em Brasília.

As conferências servem para avaliar, localizar problemas e apontar as prioridades e soluções para uma melhor execução das políticas públicas que promovam a cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

Fonte: Diário do Pará

3 comentários:

Anônimo disse...

É o fim dos tempos,já vi quase tudo nesse mundo,só não, velório de anão.

Anônimo disse...

Parabenizo o trabalho da Associação LGBT, este como os demais movimentos sociais sérios e bem organizados chamam a atenção da sociedade para discussão de problemas que não são só de uma minoria, mas acima de tudo de seres humanos.

Anônimo disse...

Que trabalho porr4 nenhuma rapá, isso é uma tremenda sacanagem, tão querendo espalhar mesmo essa viadagem à força, já estão conseguindo, olhem só o tanto de viado que já tem empestiando nossas famílias, temos que acabar com esse negócio de orgulho gay, como é que o cara tem orgulho de dá o c´, vai pra merda, pra isso, DEUS presenteou aos homens com mulheres maravilhosas, tem bastante por aí!
DIGA NÃO A ESSE TIPO DE MOVIMENTO NA NOSSA CIDADE.!!!