quarta-feira, 14 de setembro de 2011

ENEM revela abismo entre públicas e privadas

O quadro da educação na escola pública
Falta estrutura para uma educação de qualidade. Teoria e prática devem andar juntas e novas tecnologias a serviço do ensino são necessidades urgentes. Sem isso não se pode nem pensar em concorrer com as privadas
É incrível como o resultado do ENEM divulgado no último dia 12 mostra a realidade que todo mundo sabe existir, mas que poucos têm coragem de enxergar. As escolas privadas têm os melhores índices e estão de novo no topo do exame enquanto que as públicas aparecem no rodapé da estatística.
Quem estuda e trabalha nas públicas sabe que nossas escolas vivem de improvisação, são desconfortáveis, as salas de aula são escuras e calorentas, sofrem com falta de recursos didáticos, que quando existem são insuficientes. Não é a toa que alunos e professores esperam o fim das aulas diariamente como quem espera um remédio que lhes aliviem a dor.
Os professores das públicas geralmente são os mesmos das privadas, então o que explicaria o abismo entre as duas? Pode até não ser só isso, e com certeza não é, mas acredito que a estrutura faz uma grande diferença. No mundo contemporâneo não se pode mais admitir escolas sem laboratórios multidisciplinares e de informática, salas de recursos audiovisuais, bibliotecas, auditórios e toda estrutura que torne a educação interessante, prazerosa, e principalmente instigante.
O quadro da educação na escola privada


Um comentário:

Profª. Andreza Santos. disse...

Acredito, professor, que a diferença não esteja relacionada somente a questões de ordem estrutural. A situação é bem mais complexa do que isso certamente... A sociedade precisa começar a pressionar os nossos governantes e entender que o serviço público de qualidade é uma obrigação que o Estado nos deve e não um favor que ele nos faz.

Abraços

Profª.Andreza Santos