quinta-feira, 25 de agosto de 2011

“Eu tenho saudades do Cláudio Furmam”

Parece incrível, mas tenho ouvido essa frase de forma constante entre professores há algum tempo. Acredito que a expressão verbal não reflita exatamente o que diz, ou seja, o desejo da volta do ex-prefeito, mas sim a vontade de que passe logo a atual gestão da Secretaria de Educação (SEMED). Tem muita gente reclamando de perseguição.
Nos últimos anos parece ter aumentado também o número de professores que tomam antidepressivo ou fazem algum tipo de tratamento em razão de sua atuação nas escolas do município. Como se já não bastassem os problemas inerentes à educação, comuns a todo o Brasil, em Tucuruí educação também é caso de saúde pública.

2 comentários:

Anônimo disse...

É tão incrível ter saudades do Cláudio Furman, quanto incrível é ter saudades do Comunismo! PUBLIQUE!!!

Anônimo disse...

O que essa mulher sabe fazer é somente humilhar e intimidar os professores em geral eu mesma sou vítima e a dois anos tomo ante depressivo receitado pelo neurologista. Peço a Deus todo dia que nao permita mais essa gente no poder, e olha que eu e minha família votamos nesse ferrabras...