sexta-feira, 3 de junho de 2011

Mudança no Regimento da CMT quer excluir primeira secretária da ordenação de despesas

Primeira secretária pode ser excluida da ordenação de despesas da CMT
A presidência da Câmara Municipal de Tucuruí está preparando uma mudança no Regimento Interno da Casa no mínimo duvidosa. De acordo com um Projeto de Resolução (PR) apresentado na última sessão (30/05), o presidente passaria a ordenar as despesas da Câmara apenas com o aval do diretor financeiro, que é seu assessor, possuindo cargo de confiança comissionado. Atualmente essa função cabe ao presidente em conjunto com o primeiro secretário.
Ao que tudo indica, o projeto é uma retaliação à atual secretária, vereadora Dra. Edileuza (PSC) que se negou a assinar as despesas do primeiro quadrimestre de 2011, pois não teria sido participada quando de sua execução. O prazo para a entrega dos demonstrativos de despesas ao Tribunal de Contas dos Municípios findou em 31 de maio.
Próximo do fim do prazo, a vereadora teria recebido um ofício pela manhã “convidando-a” a verificar as contas que estariam disponíveis no mesmo dia no período das 09:00 h. às 14:00 h., ou seja, 5 horas para verificar tudo e assinar. A vereadora se recusou, pois, segundo ela, o regimento manda que a mesma participe da ordenação das despesas e não apenas assine embaixo de decisões unilaterais tomadas pela presidência.
Pode ser que o Projeto de Resolução entre na pauta de votação na próxima sessão. Será que os vereadores irão concordar com mais esse absurdo? Em vez de mudar o Regimento Interno, não seria bem mais prático, coerente, decente e correto cumpri-lo?

6 comentários:

Anônimo disse...

A Câmara de Tucuruí não demora muito vai ser matéria jornalística de vergonha nacional. Infelizmente não temos por aqui um Ministério Público atuante, como em outras localidades. Vejam o que aconteceu ontem em Tailândia! Será que os promotores estão esperando que a população faça justiça com as próprias mãos como já aconteceu em algumas Câmaras Municipais. Precisamos acabar com esta história de que Tucuruí é e sempre será terra sem lei.

Anônimo disse...

Em Tucuruí o presidente da Câmara não quer se adequar ao Regimento Interno e articula para que seja mudado artigos para que o Regimento Interno se adéqüe a ele. QUE VERGONHA! AONDE FOI PARAR O MINISTÉRIO PUBLICO DE TUCURUÍ?

Anônimo disse...

Como cidadão deste município, quero solicitar a possibilidade do editor deste blog fazer uma matéria completa, entrevistando o Vereador Zé Gomes e a Drª Edileuza e quem mais acharem interessante, para que a população possa saber o que está acontecendo na câmara municipal e o que estão fazendo com o nosso dinheiro. Mas que esta entrevista seja feita pessoalmente e não mandando questionário para os vereadores respoderem, para o o entrevistador possa ter uma melhor idéia da possível podridão que esta acontecendo nos porões da nossa chamada Casa de Leis.

Anônimo disse...

Policia Fereal nessa cambada de corruptos, travestidos de vereadores. Vamos buscar o Promotor e Juiza de Tailandia para Tucuruí!!!!!

Anônimo disse...

Que vergonha, cadê a transparência?cadê a lei?

Anônimo disse...

Ei vereadores de Tailândia já estão sendo presos, demora pouco estão aqui... isso é uma vergonha...