segunda-feira, 6 de junho de 2011

Divino Vaz: "sou a favor do Estado do Carajás"

O empresário Divino Vaz considera a divisão do Pará uma solução para  nossa região
Continuando a série de depoimentos de personalidades de Tucuruí sobre a divisão do Estado do Pará, trago agora uma entrevista onde um dos mais bem sucedidos empresários da Região, Sr. Divino Vaz, diz por que é a favor da separação e da criação do Estado do Carajás.

"Eu sou a favor da divisão do Estado do Pará por que ele tem uma extensão geográfica muito grande e eu parto do princípio também de que são regiões completamente distintas. Quando você pega as Regiões da Grande Belém e Bragantina, você tem uma cultura totalmente diferente, por exemplo, da que temos no Sul do Pará, que é região de grandes projetos hoje, como o Carajás. Pra começar, o índice de paraenses aqui é muito pequeno.
Nós aqui precisamos de uma administração mais direta, então eu acredito que para essa região se desenvolver é necessária essa divisão até mesmo no sentido administrativo.
Quanto ao chamado Estado do Tapajós, é uma região nova que está em franco desenvolvimento e tem um futuro muito promissor. Você vê que agora está saindo a barragem de Belo Monte, em Altamira, que vai ser a alavanca maior para o desenvolvimento dessa região. Eu até tenho o temor de se desenvolver muito agredindo o meio ambiente, mas hoje as autoridades estão muito voltadas para o controle dessa situação toda. Uma coisa é fato, o homem tem que trazer o desenvolvimento e estar voltado para a ideia de que a natureza deve ser preservada, ou seja, o desenvolvimento tem que andar paralelo a natureza.
Nós já tivemos ao longo do tempo algumas experiências de divisões de estados. Quem cruza, por exemplo, as fronteiras do Pará com o recém-criado Estado do Tocantins percebe o grande desenvolvimento daquela região e o tanto que nós estamos atrás em termos de malha rodoviária, indústrias e tudo mais. Então eu fico imaginando que se não houvesse o desmembramento, com certeza não haveria esse progresso e essa integração que existe hoje no Tocantins.
Baseado nessa divisão de Goiás, que criou o Tocantins, eu acredito que seja o caminho pra nós também no sentido de desenvolver a região e resolver uma série de problemas por que a administração num estado desse tamanho torna-se realmente difícil pra atender todas as demandas e as necessidades."

2 comentários:

Anônimo disse...

ESTÃO QUERENDO MUDAR A CONSTITUIÇÃO PARA IMPEDIR A CRIAÇÃO DE TAPAJÓS E CARAJÁS.

Pela Constituição federal , somente a região que tem interesse em se emancipar é que vota no plebiscito.

A senadora Marinor e o senador Flexa Ribeiro já está articulando contra o plebiscito e quer que todo o Pará vote, inclusive quem mora em Belém.

Se os senadores Marinor e Flexa Ribeiro conseguirem mudar a legislação, dificilmente o povo de Tapajós e Carajás conseguirá se separar porque a população é menor nessa região.

Por isso cabe apelar aos senadores do Pará que estão a favor da emancipação.

A oportunidade é única de dividir o Pará, por isso é preciso lutar com todas as armas e não permitir que a Constituição seja mudada com emendas que favorece os contra.

O deputado Giovanni Queiroz disse que vai recorrer no STF, porque a medida é inconstitucional.

Sandro Waldez disse...

Grande Divino quanto tempo! Cade o bigode? Bom o estado não foi criado pois a maior parcela da população esta na região de Belem, e lá a campanha foi pesada contra a separação.
Acredito que esta consulta deveria ter levado em conta a população das regiões que seriam benificiadas com a criação dos estados, e não da forma que foi feita.
Divino tamo junto não deve se lembrar de mim mas sou o Filho do Falvio. um abraço. Moderador edita este comntario e passa meu mail para o divino obrigado.