terça-feira, 15 de março de 2011

PCCR ou greve - Parte II

Em 2010 os professores inovaram com a Greve Cultural

Em Belém e Região Metropolitana os professores já admitem começar o ano letivo de 2011 com greve para forçar o governo do Estado a cumprir o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) aprovado na Assembleia Legislativa e sancionado pela ex-governadora Ana Júlia Carepa. Lá eles ainda estão fechando o ano de 2010.
Parece que os cortes de gastos anunciados por Simão Jatene, que não atingiria os setores sociais, pegou em cheio a educação. O PCCR foi conquistado numa greve vitoriosa ano passado e quando ele estiver em prática os professores terão direito, entre outras vantagens,  a 20% de hora atividades, escolher uma carga horária máxima de 200 horas mensais podendo, trabalha-la em parte com projetos e em uma única escola. Jatene aposta no cansaço da e na desmobilização da categoria.

Nenhum comentário: