quinta-feira, 24 de março de 2011

O adeus de Marinor Brito

Sen. Marinor Brito (PSOL-PA)
Sentada na cadeira de Jader Barbalho no Senado Federal, a quase ex-senadora Marinor Brito do PSOL-PA terá que desocupá-la devido a decisão do STF que julgou ser a lei da ficha limpa válida apenas para as eleições de 2012.
Marinor ficou em quarto lugar no último pleito e mesmo assim foi empossada. Mantê-la na vaga seria realmente uma incoerência. No mínimo teríamos que ter outra eleição. Inconsolavel, Marinor foi à tribuna para golpear seu conterrâneo peemedebista: “...Nós queremos ter um Judiciário transparente, nós queremos ver varridos da política brasileira os corruptos como Jader Barbalho...”.
Dentre todas as possiblidades postas ao STF, talvez a decisão tomada tenha sido a mais plausível, afinal, o eleito foi Jader, que perdeu o direito de posse para uma mudança de regra durante a partida eleitoral.

2 comentários:

Anônimo disse...

Mais uma vez a Justiça perde para a corrupção,Jader Barbalho teve seu nome envolvido mais em atos de corrupção do que em serviços prestados por esse Estado,é uma pena.

Anônimo disse...

A Marinor já vai tarde, mas a volta do Jader Barbalho ninguém merecia.