segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Os humanos que se cuidem: o novo tempo chegou!

Novo tempo: Camburões tomam conta do trânsito em Tucuruí
Atenção empresários da região viciados em concorrências, fiquei sabendo que a prefeitura de Tucuruí vai abrir licitação para aquisição de mais camburões. A administração do “novo tempo” anunciou que pretende dar uma “incrementada” no trânsito da cidade que está cada dia mais congestionado e apresentando mais e mais problemas.
Atenção motorista, não se assuste se um camburão parar você e lhe aplicar uma multa daquelas de arrancar uma tira de couro das costas.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Caos no trânsito: CTTUC abandona o posto

Sem saída: CTTUC abandona motoristas à própria sorte
Despreparada, a Companhia de Trânsito de Tucuruí (CTTUC) deixa sem alternativa os motoristas que trafegam pelo centro da cidade. Com os semáforos em pane, quem vem pela rotatória da Praça do Rotary encontra o trânsito fechado para seguir pela Veridiano Cardoso e fica tentado a fazer bandalha, retornando em frente ao Cine Foto Vaz. Um mototaxista denuncia que muita gente já levou canetada por fazer a arriscada manobra.
Da mesma forma, quem vem pela Veridiano Cardoso para dobrar à esquerda na Av. Lauro Sodré encontra o paredão de camburões da CTTUC e é obrigado a fazer o retorno na praça. O trânsito também fica fechado pra quem pretentde seguir direto pela Av. Lauro sodré no sentido Cidade Luz - Sete de Setembro, devendo fazer o retorno  próximo ao Hospital Santa Angélia.
À noite a situação piora, pois a Companhia fecha também a rua em frente a Big Bem para a festa de um bloco de carnaval. A agonia já dura dois dias e hoje nem se viu a sobra dos guardas no local. É nessa hora que a gente vê que a Companhia serve apenas como fábrica de multas e não para organizar o trânsito. Custava colocar os guardas para orientar os motoristas numa situação emergencial como essa?

É palhaçada?

Dep. Tiririca (PR-SP)
O deputado palhaço Tiririca (PR-SP) ainda nem fez seu discurso de posse e já vai assumir uma vaga de efetivo na Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados. A comissão é importantíssima e trata assuntos de extrema relevância para o país.
Pesava sobre Tiririca até bem pouco tempo a suspeita de ser analfabeto, o que ainda não ficou cem por cento esclarecido. Educação é coisa séria. Não temos tempo pra palhaçadas.

A última de Tiririca

O deputado chamou a atenção durante a votação do salário mínimo. Segundos depois de dizer que apoiaria o governo e seu partido pelo mínimo de R$ 545, Tiririca votou a favor dos R$ 600, apresentado pelo PSDB. Questionado, ele disse que tinha votado não. Informado que na listagem oficial da Câmara tinha saído sim, afirmou: "Ih, então eu votei não e saiu sim".

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Parsifal quer que ALEPA acione Amazonino na Justiça

O deputado estadual Parsifal Pontes (PMDB) fez ontem um pedido formal, através de requerimento, à mesa diretora da Assembléia Legislativa do Pará (ALEPA) para que aquela casa, que é a representante constitucional do povo paraense, tome medidas jurídicas legais contra o prefeito de Manaus (AM), Amazonino Mendes (PTB).
Amazonino ganhou as manchetes da imprensa nacional esta semana ao discriminar uma paraense moradora de área de risco daquela cidade. “Então morra”, respondeu à mulher que pedia providencias quanto a situação de calamidade em que estava vivendo. Quando revelou que era proveniente do Pará, novamente o prefeito mostrou seu despreparo dizendo simplesmente: “então tá explicado”. Fez bem o deputado Parsifal.

Confira o vídeo:

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

IG Educação publica série de reportagens especiais sobre o tema. Saiba por que os adolescentes perdem interesse pela escola, acabam desistindo ou não aprendem o que deveriam

Em Tucuruí: salas lotadas fazem desabar a qualidade do ensino
O Portal IG está publicando nessa semana, no IG Educação, uma série de reportagens sobre os dramas vividos nessa área em nosso país. O tema é recorrente nesse blog e por isso resolvi trazer a primeira reportagem para esse espaço.
Em breve estarei fazendo postagens sobre os dramas da educação em Tucuruí. Espero que seja de grande valia para todos, inclusive para quem está com a responsabilidade de geri-la. Veja:

Ensino médio: a pior etapa da educação no Brasil

Há duas avaliações possíveis em relação à educação brasileira em geral. Pode-se ressaltar os problemas apontados nos testes nacionais e a má colocação do País nos principais rankings internacionais ou olhar pelo lado positivo, de que o acesso à escola está perto da universalização e a comparação de índices de qualidade dos últimos anos aponta uma trajetória de melhora. Já sobre o ensino médio, não há opção: os dados de abandono são alarmantes e não há avanço na qualidade na última década. Para entender por que a maioria dos jovens brasileiros entra nesta etapa escolar, mas apenas metade permanece até o fim e uma pequena minoria realmente aprende o que deveria, o iG Educação apresenta esta semana  uma série de reportagens sobre o fracasso do ensino médio.
O problema é antigo, mas torna-se mais grave e urgente. As tecnologias reduziram os postos de trabalho mecânicos e aumentaram a exigência mínima intelectual para os empregos. A chance de um jovem sem ensino médio ser excluído na sociedade atual é muito maior do que há uma década, por exemplo. “Meus pais só fizeram até a 5ª série, mas eram profissionais bem colocados no mercado. Hoje teriam pouquíssimas e péssimas chances”, resume Wanda Engel, superintendente do Instituto Unibanco, voltado para pesquisas educacionais.
Ao mesmo tempo, a abundância de jovens no País está com tempo contado, segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). O Brasil entrou em um momento único na história de cada País em que há mais adultos do que crianças e idosos. Os especialistas chamam o fenômeno de bônus demográfico, pelo benefício que traz para a economia. Para os educadores, isso significa que daqui para frente haverá menos crianças e adolescentes para educar.
“É agora ou nunca”, diz a doutoranda em Educação e presidente do Centro de Estudos e Memória da Juventude, Fabiana Costa. “A fase do ensino médio é crucial para ganhar ou perder a geração. Ali são apresentadas várias experiências aos adolescentes. Ele pode se tornar um ótimo cidadão pelas décadas de vida produtiva que tem pela frente ou cair na marginalidade”, afirma.

História desfavorável

O problema do ensino médio é mais grave do que o do fundamental porque até pouco tempo – e para muitos até agora – a etapa não era vista como essencial. A média de escolaridade dos adultos no Brasil ainda é de 7,8 anos e só em 2009 a constituição foi alterada para tornar obrigatórios 14 anos de estudo, somando aos nove do ensino fundamental, dois do infantil e três do médio. O prazo para a universalização dessa obrigatoriedade é 2016.
Por isso, governo, ONGs e acadêmicos ainda concentram os esforços nas crianças. A expectativa era de que os pequenos bem formados fizessem uma escola melhor quando chegassem à adolescência, mas a melhoria no fundamental não tem se refletido no médio.
Para o coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, a questão envolve dinheiro. Quando o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef) foi criado, em 1996, repassava a Estados e municípios verba conforme o número de matrículas só naquela etapa. “O dinheiro não era suficiente para investir em tudo e foi preciso escolher alguma coisa”, diz o especialista.
A correção foi feita em 2007, quando o “F “da sigla foi trocado por um “B”, de Educação Básica, e os repasses de verba passaram a valer também para o ensino médio. “Só que aí, as escolas para este público já estavam sucateadas”, lamenta Cara.
A diferença é percebida pelos estudantes. Douglas Henrique da Silva, de 16 anos, estudava na municipal Guiomar Cabral, em Pirituba, zona oeste de São Paulo, até o ano passado quando se formou no 9º ano. Conta que frequentava a sala de informática uma vez por semana e o laboratório de ciências pelo menos uma vez por mês.
Em 2010, no 1º ano do ensino médio, conseguiu vaga na escola estadual Cândido Gomide, que fica exatamente em frente à anterior. Só pelos muros de uma e outra, qualquer pessoa que passa por ali já pode notar alguma diferença de estrutura, mas os colegas veteranos de Douglas contam que ele vai perceber na prática uma mudança maior.
“Aqui nunca usam os computadores e não tem laboratório de ciências”, afirma Wilton Garrido Medeiros, de 19 anos, que também estranhou a perda de equipamentos quando saiu de uma escola municipal de Guarulhos, onde estudou até 2009. Agora começa o 2º ano na estadual de Pirituba, desanimado: “Lá também tinha mais professor, aqui muitos faltam e ninguém se dedica.”
Até a disponibilidade de indicadores de qualidade do ensino médio é precária. Enquanto todos os alunos do fundamental são avaliados individualmente pela Prova Brasil desde 2005, o ensino médio continua sendo avaliado por amostragem, o que impossibilita a implantação e o acompanhamento de metas por escola e aluno e um bom planejamento do aprendizado.
A amostra, no entanto, é suficiente para produzir o Índice da Educação Básica (Ideb), em que a etapa é a que tem pior conceito das avaliadas pelo Ministério da Educação. Foi assim desde a primeira edição em 2005, quando o ensino médio ficou com nota 3,4; a 8ª série, 3,5; e a 4ª série, 3,8; em uma escala de zero a 10. Se no ensino fundamental ocorreu uma melhora e em 2009 o conceito subiu, respectivamente, para 4 e 4,6, os adolescentes do ensino médio não conseguiram passar de 3,6.
“A etapa falha na escolha do conteúdo, que não é atrativo para o estudante, e também não consegue êxito no ensino do que se propõe a ensinar”, diz Mateus Prado, presidente do Instituto Henfil e colunista do iG que escreverá artigos especialmente para esta série, que durante os próximos dias conduzirá o leitor a conhecer o tamanho do problema e refletir sobre possíveis soluções.

Fonte: www.ig.com.br

Açaí Shopping


Essa agora é novidade mesmo. Sabe o que vai surgir nesse espaço que parece um quiosque no Tucuruí Shopping? Nada mais nada manos que uma venda de açaí, batido na hora, ali mesmo. Nada poderia ser mais paraense que uma máquina de amassar açaí no Shopping. Por que não?
Se o proprietário me permite uma sugestão, eu colocaria o nome da venda de “Açaí Shopping”. Eta Pará paid’égua!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Cotidiano: derrotado, orelhão emporcalha a cidade



Segundo taxistas que trabalham alí, a cena já dura  uma semana
Quantas conversas apaixonadas de namorados ele escutou? Quantas pessoas, parentes e amigos saudosos aproximou? E quantas urgências atendeu? Quantas vidas salvou? Esse é o destino de quem tanto serviu outrora à sociedade. Derrotado pelo avanço assustador da telefonia celular, o orelhão beija o chão, encontra-se desprezado, abandonado e condenado a desaparecer. Merecia pelo menos um lugar digno num museu.
Quem quiser ver o triste fim do orelhão é só andar pelas ruas do Tucuruí, mais precisamente na feira municipal e na Av. Lauro Sodré às proximidades do Tucuruí Shopping. Porém, mais do que ver o triste fim do orelhão você vai ver como a cidade está abandonada. Ah, esses novos tempos ...

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Com o espirito de Amazonino


Clique na imagem para ampliar
O prefeito de Manaus (AM), Amazonino Mendes, sem pudores e mostrando-se despreparado para o cargo que ocupa, respondeu a uma paraense moradora de área de risco daquela cidade, que reclamava das deploráveis situações em que vivia, com a seguinte frase: “então morra!”. O descontrole verbal do político do PTB foi gravado e divulgado ontem na imprensa nacional.
Mais prudente que o prefeito da capital amazonense, o de Tucuruí, Sancler Ferreira, falou coisa não muito diferente aos professores no ano passado: anunciar que não dará aumento salarial é a mesma coisa que dizer “então morra!”

Obs:  a foto acima é de 2009, quando o prefeito corajosamente compareceu a uma Assembléia Geral do professores, sendo usada apenas para ilustrar a postagem.

Roquevan: sou pré-candidato a prefeito

Roquevan

Foi isso que o comunista e líder do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Roquevan, declarou em entrevista agora a pouco ao radialista Mauro Gomes no programa A Tribuna do Povo, da Rádio Filadelfia. Roquevan disse ainda que não desfiliou-se do PCdoB e que não está procurando um novo partido, porém deixou no ar que isso pode vir a acontecer em breve.

Qual será o futuro político de Joilson?


Joilson deixa o PT

Não sei se vocês notaram, mas na postagem sobre as comemorações dos 31 anos do PT em Tucuruí uma importante informação foi recolocada, mas vem passando meio que desapercebida, ao longe: foi a saída do Joilson Raniere do PT, que aconteceu no início do ano. Segundo o presidente da legenda, Ver. Jones William, Joilson pediu desfiliação. “A estratégia para 2012 ficou meio prejudicada a partir do momento em que o Joilson pediu desfiliação do PT. A gente respeita a posição do companheiro e infelizmente ele não está mais conosco”, disse.
Segundo Jones William, o encontro do último domingo serviu também para antecipar a discussão dos possíveis nomes para 2012.

Algumas conjecturas

O rumo político de Joilson é desconhecido. Surgiram boatos de que ele estaria migrando para o PMDB, porém o presidente do partido, Miguel Rodrigues, não confirma nenhum contato até o momento, nem com ele nem com o deputado Parsifal Pontes.
Outra informação que eu recebi dá conta de que existe uma possível aproximação com o deputado federal Josué Bengtson, do PTB, que é liderança dentro da Igreja Quadrangular, onde o ex-petista congrega. Nesse caso a legenda pode ser uma alternativa.
Há quem diga também que Joilson cansou e estaria se afastando da política. Em 2008 ele obteve 17 mil votos, ficando em segundo lugar na disputa pela prefeitura de Tucuruí.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Cotidiano: sábado a tarde nas ruas de Tucuruí

Clique na imagem para ampliar

domingo, 20 de fevereiro de 2011

PT de Tucuruí comemora 31 anos de fundação


Lideranças dirigem a mesa nos 31 anos do PT
O Partido dos Trabalhadores (PT) completou no último dia 10 de fevereiro 31 anos de fundação e quem achou que a data iria passar em branco no município de Tucuruí teve uma grata surpresa: hoje a agremiação reuniu seus filiados, amigos e simpatizantes no Náutico Clube Vieira para uma rica discussão sobre os rumos do PT no município.
Compareceram grandes estrelas da constelação local como os vereadores Jones William, que também é presidente do diretório municipal, Pastor Antônio e Tom Bonfim, além de outros dirigentes, sindicalistas, professores e também representantes de partidos aliados, como o PCdoB, PSB e PMDB.
Uma mesa bem representativa foi organizada para dirigir os trabalhos, com a presença de todas as tendências que compõem o PT no município e que, segundo a militância, fazem a dinâmica e marcam a diferença do partido nessas três décadas de existência. São quatro as tendências que compõem o partido em Tucuruí: Democracia Socialista (DS), PT pra Valer, Ação Socialista e a Unidade na Luta.
A pauta do encontro contou, pela manhã, com uma exposição sobre o histórico do partido, apresentado pelo Gil; um balanço da atuação parlamentar na Câmara dos Vereadores, apresentado pelo Ver. Tom Bonfim; e um rico debate, na parte da tarde, sobre as estratégias do partido para 2012.
Sobre esses e outros assuntos fiz uma entrevista com o presidente do partido em Tucuruí, Ver. Jones William, que trago pra vocês com exclusividade:


Jones - Pres. do PT
Vereador, qual a importância de um partido como o PT estar fazendo 31 anos?

O partido vem ao longo desses 31 anos acumulando conhecimento e aprofundado sua experiência democrática, abrindo espaço e criando a discussão, não é como os outros que fazem um debate de gabinete. “O partido tem suas lideranças que discutem e fazem um debate inicial, mas logo em seguida repassamos tudo para os filiados que, em votação democrática, decidem qual o caminho que o partido deve seguir.

O PT tem progredido em Tucuruí?

O partido avançou e muito em Tucuruí ao longo desses 31 anos. Nós começamos com o seu Expedito que foi candidato a prefeito muitos anos atrás e acabamos na eleição de 2008 com o companheiro Joilson obtendo 17 mil votos e ficando em segundo lugar na disputa pela prefeitura. Além do mais conquistamos a maior bancada na Câmara de vereadores que faz oposição ao atual prefeito.

O que o partido está preparando para 2012?

A estratégia para 2012 ficou prejudicada a partir do momento em que o Joilson pediu desfiliação e nos forçou a antecipar essa discussão que fazemos hoje e que é justamente para debatermos a provável aliança que teremos para o próximo pleito, ver quais os nomes que o partido pode apresentar e seus potenciais, pois lá na frente o PT vai ter que se posicionar.

O PT terá obrigatoriamente candidato próprio em 2012?

Se chegarmos a um nome que tenha condições de se eleger prefeito e se tivermos um arco de aliança forte, perfeito! Se isso não acontecer e o nome do candidato do PT não decolar, como se costuma falar no meio político, então a gente vai ter que ter outra estratégia que é  buscar parceiros em outros partidos, candidatos com maior potencial para o PT estar apoiando, mas, de primeira mão, o PT tem sim interesse de lançar candidato a prefeito em Tucuruí.

Quais os nomes mais fortes que o PT teria hoje para apresentar?

Na verdade, pela nossa prática democrática, a gente sempre abre um espaço para inscrição, mas hoje, os nomes que são comentados na cidade são os dos vereadores Tom e Pastor Antônio, o do Alfredo da Alfa Serviços e o meu nome, que também está colocado para pré-candidato a prefeito pelo PT.

Outras lideranças comentam os 31 anos do partido

Vereador Pr. Antônio

Nós filiados do Partido dos Trabalhadores estamos felizes por que comemoramos aqui nesse ato as conquistas de um partido de muitas lutas, que surge nas bases da população mais carente e encorpado pelos trabalhadores do nosso Brasil.
Esses trabalhadores idealizaram a formação do PT, um partido que conseguiu, através de muita luta, chegar à presidência da República, tendo lá a figura macro do nosso presidente Lula, que mostrou pro Brasil como se pode mudar a História.
Então nos honra fazer parte de um partido que é a cara do Brasil, a cara do povo brasileiro e que, com certeza, está no caminho certo para levar ao povo políticas públicas que tragam benefícios à nossa sociedade.

Vereador Tom Bonfim

A importância dessa data é simbólica para o Partido dos Trabalhadores, que atingiu a maioridade não só na contagem a partir de sua fundação, mas também na intervenção que faz na sociedade. A data é comemorativa, é o momento de a gente reunir, fazer o dever de casa a partir da auto-avaliação, da auto-sugestão e da auto-reflexão, tirando disso proveito futuro. Acho que a história do partido se confunde com a história de muitos dos filiados e do povo brasileiro como um todo.
O Partido dos Trabalhadores está no comando do governo central do país indo completar doze anos, se assim for da vontade de Deus, e isso demonstra a maturidade. Isso acaba se irradiando para os estados e municípios. Antes da eleição de Lula, por exemplo, tínhamos apenas 96 filiados em Tucuruí, hoje passamos da marca dos mil.


sábado, 19 de fevereiro de 2011

Menina eu sou é homem




Não concordo com aquela brincadeirinha preconceituosa que as pessoas fazem sobre nossos irmãos maranhenses que nascem e habitam a cidade de Codó. Ao contrário do que dizem, lá só tem Homem com “H” maiúsculo, a começar pelos vereadores. Vejam no vídeo acima como é que eles decidem as emendas no orçamento, apuram as denuncias, elegem a mesa diretora, etc. Isso não é coisa de cabra macho?

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Educação: apuração de denúncias são retomadas pela promotoria de Tucuruí


Convocados, o Conselho Municipal de Educação, na figura de seu presidente, José Rodrigues e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp-Tucuruí), representado pelos coordenadores Roney Vasconcelos e Gleberson Silva, compareceram hoje à Promotoria Pública do município para uma conversa com o promotor Isaac Sacramento da Silva que anunciou estar assumindo os casos referentes à educação, segurança e saúde no município.
O objetivo do promotor foi tomar pé da situação, uma vez que o órgão vem recebendo uma enxurrada de denúncias referentes não só ao caos em que se encontra a educação no município, mas também nas escolas estaduais.
Enquanto conversava com seus convidados, o promotor manejava um calhamaço de papel com as denúncias que se acumulam há pelo menos dois anos naquela promotoria. O promotor disse que pretende fazer algumas visitas às escolas para constatar as denúncias que vão desde falta de água e merenda até péssimas condições dos prédios e de trabalho dos profissionais da área. Para isso pediu a colaboração das entidades ligadas à educação no município.

A intenção é levantar a real situação da educação visando fazer um procedimento administrativo interno, inclusive convocando a prefeitura e o governo do Estado para ouvi-los e, caso não exista um comprometimento, entrar com recurso no judiciário para que esses governos assumam seus papeis.
A prioridade no momento, segundo Isaac Sacramento, são as escolas municipais e, na rede estadual, o Rui Barbosa, que entregou recentemente um consistente relatório, inclusive com fotos, que mostram a situação precária daquela que é uma das mais tradicionais unidades de ensino de Tucuruí.

De volta aos trabalhos


A Câmara Municipal de Tucuruí finalmente voltará a funcionar a partir desta segunda-feira, 21 de fevereiro. Semana passada até fiz uma visitinha lá, mas dei com a porta na cara. Perguntei pra alguém que estava por lá se o poder legislativo ainda habitava o antigo prédio. Sim, mas estão de férias, foi a resposta. Hum... eu queria um emprego assim, pensei.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Praticando e aprendendo democracia na sala de aula


Todo início de ano nós professores temos uma oportunidade ímpar de demonstrar, na prática, a importância da democracia quando nos incumbimos de mediar a eleição de representantes de turma. É ali na escola, na sala de aula, que a criança tem um de seus primeiros contatos com a cidadania e por isso acredito que devemos tomar três cuidados básicos: em primeiro lugar, a eleição deve ser secreta e a decisão soberanamente tomada pela turma sem qualquer interferência do professor; segundo, o ritual da apuração é fundamental, devendo-se contar voto a voto, pois isso cria expectativas, empolga e prende a atenção da turma; terceiro, o representante e o vice devem ser os mais votados, evitando-se a ideia de que deva ser um homem e uma mulher, pois o que vale na democracia é a representatividade e não o gênero.
Levando-se em consideração que a prática leva à perfeição, esse ato, muitas vezes encarado de forma mecânica, deve ganhar relevância para que construamos uma sociedade cada vez mais consciente e preparada para escolher quem vai dirigir os destinos do país. Agindo assim estaremos contribuindo para que esse momento seja de grande e fecundo aprendizado. 

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Brincadeiras à parte, o futebol também tem seu lado sério. Por isso hoje somos todos Independente


Ainda bem que aquele tempo em que o futebol paraense era sinônimo de Remo e Paysandu e se concentrava na capital já passou. Hoje temos grandes times no interior, como é o caso do Cametá; São Raimundo, em Santarém, Água, em Marabá e, é claro, o nosso Independente, em Tucuruí. Esse crescimento do futebol paraense que transborda os limites da Região Metropolitana de Belém é um significativo avanço e deve ser incentivado.
A nós que moramos em Tucuruí cabe prestigiar os jogos do Independente toda vez que palco da disputa for o Navegantão e é por isso que eu vou lá hoje. Vou torcer pro Independente dar uma surra nos mocorongos e melhorar sua performance no campeonato paraense. O Galo Elétrico merece essa vitória pra levantar sua moral e seguir em frente.
Os atletas precisam da presença da torcida pra impulsionar os ânimos, emular a máquina em potencial que é o Independente. Esse calor da torcida é importantíssimo pra quem joga em casa. Além do mais a presença do torcedor em campo significa também o ato não menos importante da contribuição financeira para o time. É por isso que eu vou lá hoje às 16:00 h. Mais do que nunca, temos que ser Independente!

Segue matéria de hoje do Diário do Pará pra quem quiser ter mais informações sobre a partida e sobre a atuação dos dois times no Parazão.

Sexta rodada começa hoje em Tucuruí

Hoje, Independente e São Raimundo abrem a 6ª rodada do Campeonato Paraense. O jogo será realizado no estádio Navegantão em Tucuruí às 16 horas. As duas equipes não venceram na última rodada. O Galo Elétrico foi o que sofreu mais. Perdeu para a Tuna Lusa por 1 x 0. Já o Pantera, deixou a vitória escapar quando empatou com o Castanhal em 2 x 2.
Mas, quem está mal das pernas mesmo são os santarenos. A quatro rodadas segurando a lanterna da competição, somando apenas três pontos, o confronto remete a um chavão: vida ou morte para o time de Charles Guerreiro ainda sonhar com a classificação no primeiro turno. Só uma vitória interessa. A diretoria está confiante no trabalho do novo técnico Charles Guerreiro. “Em duas semanas de trabalho, Charles já acertou os principais erros da equipe. Infelizmente, deixamos escapar a vitória no último jogo, mas a equipe apresentou um rendimento bem melhor. A vitória é fundamental hoje”, afirmou Sandicley Monte, diretor do São Raimundo.
O Independente segue vivo no certame. A equipe do técnico Sinomar Naves, que ainda se encontra no G-4, precisamente na terceira posição, conta com bons jogadores tanto no ataque como na defesa. Tudo para a conquista a terceira vitória no campeonato. O habilidoso atacante Kurimatã tem dado muito trabalho dentro da pequena área aos adversários e o goleiro Ângelo, com boas apresentações, passa confiança.

Aconteceu virou manchete


Que semana, em? E ainda estamos só na quarta-feira feira. Essa semana já vi o Ronaldo Gorducho chorar forçado enquanto que o Ronaldo Gaúcho ri a toa no Flamengo. Na verdade fico meio na dúvida. A gente nunca sabe quando o Gorducho tá chorando e quando o Gaúcho tá rindo, né?
Mas acho que sei por que o Gaúcho tá mostrando os dentes mais que de costume: é que tem uma gata chantageando o Berlusconi pra que ele leve de volta o craque. Não, não tô falando de droga. Tô falando do Gaúcho. Afinal tô sabendo que o Berlu gosta é de suruba e não de droga.
Mas, subindo mais um pouquinho aqui pra essas bandas. Vocês sabiam que o prefeito de Novo Repartimento foi cassado? Parece que tem gente rindo a beça. Não se iludam não, daqui a pouco ele volta. Esse negócio de cassação no Brasil só funciona faltando seis meses pra terminar o mandato.
Clique na foto para ampliar
Ah... por falar em política, vocês viram no blog do Miguel  a foto do Bar do João Marques? Só dá figura no Evereste. É f... ouvir bebo falando de política, mas, por outro lado, pra discutir o assunto em Tucuruí só mesmo tomando umas e outras. Vou lá semana que vem.
Acho que o Deley tava tomando umas pra esquecer que o independente perdeu pra Tuna por causa de um gol de mamão. Dá até pra se confundir, né? Quando li no Diário pensei que tinha sido um gol de mão, mas foi do Felipe Mamão. Lembrei logo daquele argentino entroncadinho que pensa que é melhor que o Pelé.
Bem, a semana ainda não acabou muita coisa ainda virá por aí. Se eu ficar sabendo de mais alguma eu falo pra vocês.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Debandada no Sintepp

Não foi surpresa a notícia de que dois dirigentes do Sintepp Tucuruí deixaram a diretoria na semana passada. Taís e Alain Lima vinham, há muito, demonstrando insatisfações com a nova diretoria eleita, em chapa única, no final de 2010.
Sobre o Assunto conversei com o um dos coordenadores gerais, Roney Vasconcelos, que considerou coerente a decisão dos dois. Segundo ele, as “picuinhas” só estavam atrapalhando uma diretoria recém eleita que precisa se organizar tendo em vista as grandes batalhas que vem pela frente.
Conversas “extra oficias” que tive com gente inteirada no assunto dão conta de que a lua de mel chegou ao fim no momento em que entrou em discussão a liberação de alguns dirigentes para se dedicarem em tempo integral à entidade, o que o professor Alain lima confirma.
Para Alain a direção do Sintepp-Tucuruí perdeu a credibilidade, pois não representa os professores que trabalham com turmas de 5ª a 8ª séries nem os do ensino médio. Em reunião interna da diretoria ficou decidido que as cinco liberações ficariam com os professores Genaldo, Socorro Lira, Roney, Keliane e Mauro. Todos trabalham com 1ª à 4ª séries. Mauro desistiu da liberação, pois também faz parte da direção da ASERT e não teria tempo para se dedicar integralmente à entidade. “Foi quando tentaram concertar o erro colocando na vaga do Mauro o Gleberson, que é o único que representa os professores de 5ª a 8ª e também o ensino médio, mas aí já era tarde. Decidimos sair”, disse.
Alain criticou ainda as intervenções do vereador Tom (PT), que também faz parte da diretoria. Segundo Alain, o vereador é o mentor de todas as “manobras” dentro da direção e é inclusive o responsável pelo PCCR que tramita na Câmara Municipal e que não contemplaria os professores de 5ª a 8ª séries. "Eles (a direção) fazem de tudo pra beneficiar o pessoal de 1ª a 4ª séries em detrimento da gente (de 5ª a 8ª), tanto que priorizaram ano passado a aprovação do PCCR e por isso não tivemos aumento salarial”, criticou.
Além dos dois diretores, outros professores também pediram desfiliação da entidade, como a Núbia Marília e o Junatas. Ainda segundo Alain, só na escola Plácido de Castro, onde trabalha,  foram dez desfiliações.

O vereador Tom responde às acusações

O vereador Tom respondeu às acusações dizendo que existe um sentimento rancoroso por parte de um grupo e que não concorda com o que foi dito. “As decisões do Sintepp são soberanas e tomadas pela maioria da sua direção. O que acontece é que existe uma disputa por liberação a qualquer custo”, disse o vereador. “Eu gostaria que eles continuassem na direção e colocassem isso lá dentro e não ficassem queimando a gente em conversa de boteco ou em outro lugar qualquer. Sou a favor do debate e do diálogo, mas se achar que o negócio cambou para o lado da ofensa pessoal vou tomar providencias”, completou.
Tom disse ainda que sempre teve uma boa amizade com o professor Alain e que acredita que ele está servindo como instrumento para o ódio dos outros.

Nota: Tentei contato com os demais citados nessa postagem, porém não obtive sucesso. Fica então aberto o espaço para discutir o assunto, bastando entrar em contato por e-mail ou por telefone.