quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Viver sem fronteiras e fora da área de cobertura


Meu celular parece baiano: vive procurando rede. Quando faltava energia em Tucuruí (espero que esse tempo realmente tenha ficado pra trás) a TIM contava com um incontestável álibi para deixar de fornecer o serviço, mas e agora que findou o tempo do apagão?
A operadora continua deixando os usuários na mão, principalmente no final de semana, seja pelo apagão geral ou pelas crônicas falhas na área de cobertural, como é o caso da vila da Eletronorte onde o sinal, quando existe, é muito fraco.
Outro problema é que a promoção fale por R$ 0,25, acabou se tornando fale por R$ 0,50, R$ 0,75 ou mais por que a ligação cai a todo momento e é sempre necessário fazer uma outra pra terminar de dar o recado.
E não pense que isso acontece só aqui em Tucuruí, não. Na capital é a mesma coisa. Onde está a ANATEL? Alô, é da Anatel? Alô..., Alô..., Alô... Caiu!

2 comentários:

Anônimo disse...

O bom é quando ainda dá de fazer ligação, na maioria das vezes o sinal do celular tá "topado", aí quando vai se usar pra fazer ligação o sinal some todo, como em um passe de mágica e fica "só emergencia" e nem pra emergencia serve, pois não faz ligações também. Só não saio da tim, por causa do infinity, que deixa usar internet quando não tenho um computador por perto, mesmo sendo um lixo.

Prof. Augusto Magalhães disse...

É meu caro anônimo, estamos no mesmo barco. Estou refem desse infinity. Não adianta nem trocar por que as outras são caras demais e no quesito qualidade não são muito diferentes. O jeito é mesmo ficar esperando o sinal melhorar pra fazer uma ligação.