terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Rui Barbosa vai ao MP por reforma


A situação de algumas escolas em Tucuruí não é nada facial: prédios antigos e inadequados soman-se a outros problemas que já parecem crônicos e sem solução. A Escola Rui Barbosa (Ensino Médio) reivindica há tempos reforma e ampliação.
Ano passado parecia que a coisa ia acontecer, mas o governo deu pra trás no turbilhão da campanha eleitoral. A diretora chegou a ter notícias de que o documento autorizando a reforma descansava na mesa do secretário de educação, ávido por um autógrafo.
Durante a greve do ano passado foram denunciadas ao Ministério Pública as péssimas condições da escola, porém este exigiu um documento mais robusto. Parecia uma tentativa de procrastinar a averiguação do caso. Agora o Conselho Escolar, juntamente com o Grêmio Estudantil e o Sintepp preparam o tal documento que devem entregar ainda esta semana.
Dentre os principais problemas da tradicional escola o documento destaca a falta de carteiras e mesas adequadas para alunos e professores; falta de espaços adequados como auditório, refeitório, sala de informática, laboratório, sala para os professores e para a equipe pedagógica; o arquivo da escola, que também encontra-se numa sala improvisada e corre o risco de deterioração; instalação elétrica precária, que compromete os aparelhos e oferece risco de incêndio; climatização deficiente; segurança comprometida, já tendo ocorrido inclusive roubos e arrombamentos no interior da escola; quadra descoberta, o que torna penosa as aulas de educação física durante o calor intenso de verão e ainda durante o inverno e falta de equipamentos de segurança contra incêndio.

 Clique na imagem para ampliar

Leia também:

MP recebe denúncia da Escola Rui Barbosa






Nenhum comentário: