segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Presidente Lula inaugura eclusa amanhã


O presidente Lula estará mais uma vez em Tucuruí. Será amanhã quando fará a inauguração da eclusa, uma das etapas para a conclusão da hidrovia Araguaia-Tocantins. Um cerimonial está sendo preparado para a recepção do presidente com algumas autoridades e pessoas mais próximas do governo.
A obra dará mais visibilidade ao nosso município e poderá se traduzir em mais recursos se bem utilizadas, principalmente se tivermos um porto capaz de receber as grandes embarcações que passarão por aqui. Vejam abaixo matéria do Diário Online sobre o assunto.

Eclusas de Tucuruí têm as primeiras transposições

A Eletrobras Eletronorte realizou as primeiras transposições nas eclusas da Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no Pará. Os primeiros testes foram feitos com um rebocador, mas a primeira carga transposta foi o muro-guia de montante, estrutura de 140 metros que colabora no alinhamento dos barcos antes da entrada na câmara da eclusa.
A operação, acompanhada pela Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, foi considerada um sucesso e também serviu para testar as embarcações que serão usadas na inauguração da obra, a ser realizada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na próxima terça-feira, dia 30 de novembro.
Por meio de convênio com o Ministério dos Transportes e Dnit, a Eletrobras Eletronorte está concluindo as obras das primeiras eclusas da Hidrovia Araguaia-Tocantins. No futuro, o aproveitamento dos rios Tocantins e Araguaia, como via de transporte fluvial, ligará o porto de Belém à região do Alto Araguaia, em Mato Grosso, numa extensão aproximada de dois mil quilômetros.
Uma vez constituída, a hidrovia Araguaia-Tocantins será um fator determinante para a exploração, em larga escala, dos recursos minerais e agropecuários das regiões Centro-Oeste e Norte do brasil. As eclusas de Tucuruí são o primeiro passo para fazer dessa hidrovia uma realidade.
Elas permitirão o tráfego de comboios com capacidade de carga de até vinte mil toneladas. Essa carga chegará até o porto de Vila do Conde, próximo a Belém, localizado em local estratégico em relação aos mercados norte-americano, europeu e do extremo Oriente.
O sistema de transposição de Tucuruí inclui duas eclusas: uma a montante da barragem, e outra a jusante, de retorno à calha do rio Tocantins.
Os investimentos na obra das eclusas de Tucuruí somam R$ 1,66 bilhão, sendo da ordem de R$ 630 milhões no período de 1981 a 2005, e mais R$ 1,03 bilhão para o período 2006 a 2010. Em seu pico, em julho de 2009, a obra contava com 3.646 operários, sendo cerca de 80% da mão de obra local e regional.

Nenhum comentário: