sexta-feira, 16 de julho de 2010

IDEB: Tucuruí tem segundo pior desempenho da região do Lago



Clique no gráfico para ampliar
É isso mesmo, Tucuruí perdeu no IDEB para Breu Branco, Goianésia e Novo Repartimento, superando apenas o paupérrimo município de Pacajá (confira o gráfico). A nota do Pará foi 3,4; da Região Norte 3,6 e do Brasil 4,0. Os números referem-se ao ensino de 5ª a 8ª série e os dados são do Ministério da Educação (MEC).
Os números de 1ª a 4ª série são aceitáveis, como vem acontecendo em todo o país, e o município atingiu a meta: 4,2, porém ficou bem abaixo da média nacional: 4,6. Quer conferir você mesmo? Acesse http://sistemasideb.inep.gov.br/resultado.

sábado, 10 de julho de 2010

Números do IDEB mostram decepção no primeiro ano de Sancler

Quem observou os números apresentados pelo IDEB em relação ao esino de 5ª a 8ª série para o ano de 2009, primeiro ano do governo Sancler, pôde constatar que a educação em Tucuruí foi um fracasso total. O município ficou bem abaixo da média nacional estipulada pelo Ministério da Educação (MEC), que é de 3,7. Mas essa não é a pior notícia. O pior é que a média caiu em relação a 2005 e 2007, anos em foram feitos os levantamentos. Veja a tabela abaixo:


Clique na tabela para ampliar

Apenas a Escola Dulcimar Brito consegue manter os números em crescimento, obtendo 2,8 , 3,0 e 3,5 nos três levantamentos do MEC. Ela também superou a projeção estabelecida para 2007 e 2009. A Escola Rui Barbosa cresceu um ponto em relação a 2007, mas caiu em relação a 2005.
Estou tentando fazer outras comparações na esperança de achar algo positivo, mas a tarefa está difícil. Assim que conseguir eu faço novas postagens. Por favor comentem.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Salão do Livro decepcionou, mas queremos de novo ano que vem


Terminou o Terceiro Salão do Livro de Tucuruí e a impressão dos participantes não foi lá muito boa. Muita gente com quem conversei acha que a qualidade do evento vem caindo ao longo dos anos. De fato, pensando bem, eu concordo. Nas prateleiras o que dominava eram temas bíblicos, infantis e de auto-ajuda, mas o público maior era formado por professores e estudantes ávidos por livros técnicos, didáticos e grandes clássicos.
Uma boa notícia é que o Cred Livro teve seu valor aumentado de R$ 150,00 para R$ 200,00, mas sem opções muita gente gastou mal e nem sempre com livros. Há quem diga que o aumento deve-se à proximidade com as eleições, ou seja, uma soprada depois da surra representada por 0,82% de reajuste salarial.
Apesar de tudo, podemos nos considerar privilegiados pelo evento acontecer aqui no município e, justiça seja feita, isso acontece muito por influência da Eletrobrás-Eletronorte, que tem investido sim em cultura.
Um boato muito forte e preocupante tem corrido por aí dizendo que o Salão pode ir para Marabá. Espero que fique só no boato e que ano que vem tenhamos de novo o evento aqui em Tucuruí e se possível com os problemas corrigidos.

sexta-feira, 2 de julho de 2010