quinta-feira, 11 de junho de 2009

Barrados no baile da governadora

A governadora Ana Júlia teve que enfrentar os protestos dos professores ao reinaugurar a escola Raimundo Ribeiro se Souza ontem pela manhã. Cerca de quarenta profissionais de educação participaram da manifestação exibindo roupas pretas e um pequeno caixão, que fazia referência à morte da educação, além de usarem nariz de palhaço e organizarem um “apitaço”.
Os professores, em greve, estão insatisfeitos com o reajuste salarial de 7,5%. Eles reivindicam 30% de reposição e aumento do auxílio alimentação de R$ 100,00 para R$ 300,00.
Ao chegar à escola a governadora, rebatizada de “Ana Judas”, foi vaiada pela categoria e alguns populares, mas não perdeu a pose. Sorridente, deu bom dia e logo entrou na escola.
O evento foi privê, pois participaram apenas seus correligionários e autoridades. Pra não ficar muito feio, mandaram chamar um batalhão de alunos de uma escola municipal.
E por falar em batalhão, nunca se viu o Ribeiro de Souza tão bem protegido. A polícia militar estava por todos os lados, dentro e fora da escola. Se fosse assim todos os dias não existiriam assaltos nas imediações. A escola estava tão bem protegida que os professores que lá trabalham não puderam entrar, pois foram identificados pela Casa Civil como “participantes da manifestação”, segundo a PM. Em resposta os professores entoaram uma velha canção de Zé Ramalho: “ta vendo aquele colégio, moço. Eu também trabalhei lá. Lá eu quase me arrebento...”.
Clique nas fotos para ampliá-las

Um comentário:

pelego disse...

Tudo uma grande palhaçada, chamaram alunos de outra escola pra ficar de figurantes? Inaugurar uma escola em plena greve, depois isso vai para comerciais de campanha do governo. Muito Importante o ato dos profissionais da Educação de Tucuruí pois assim mostra-se que a mobilização é a nível estadual e não somente metropolitano.
Só uma contribuição a letra da música "cidadão" é de Zé Geraldo, e foi muito bem interpretada por Zé Ramalho.

Um Abraço.