sábado, 11 de outubro de 2008

Será o fim do Moviecom em Tucuruí?

Há aproximadamente dois meses o Moviecom retirou do seu sítio na internet a programação de seus cinemas em Tucuruí. Curioso com o que poderia significar essa atitude fui perguntar aos funcionários, que me disseram ser apenas um erro e que logo logo seria resolvido. O que se vê, porém, é que o tal erro parece estar longe de ser consertado. Será que o Moviecom vai fechar suas salas de exibição em Tucuruí?

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Mudanças à vista na Câmara de Tucuruí

Dos vereadores que disputaram às eleições deste ano nenhum foi reeleito, ou seja, temos 100% de renovação. Esse é um dado significativo, pois demonstra um grau elevadíssimo de insatisfação com a atual câmara de vereadores do município e deve servir para que os futuros parlamentares mudem a rotina daquela casa.

E a rotina com certeza mudará na futura legislatura, pois o prefeito eleito, Sancler, contará com a oposição do PT, coisa que o atual prefeito, Cláudio Furmam, não tem. O PT elegeu pela primeira vez vereadores em Tucuruí e terá logo de cara a maior bancada: dos dez vereadores eleitos, três são petistas.

A oposição é importante na democracia, pois é ela quem investiga e denuncia as irregularidades. Esperamos que a câmara tome uma atitude de autonomia em relação ao executivo e cumpra seu papel como poder legislativo.

A função básica de um vereador é elaborar leis e fiscalizar o executivo, porém não lembro de nenhuma denúncia ou projeto significativo feito por algum vereador na atual legislatura. Quando muito, lembro de algumas festas onde a propaganda diz: “apoio vereador fulano de tal”.

Conheça os vereadores eleitos:

Chico Enfermeiro - PP

Jones William - PT

Tabaco - PRP

Bena Navegantes - PP

Titônio - PTB

Pastor Antonio - PT

Tom - PT

Max - PPS

Dra edileuza - PSC

Zé Gomes - PPS

sábado, 4 de outubro de 2008

Diz-me com quem andas

A disputa pela prefeitura de Tucuruí parece que será decidida mesmo entre Sancler (PPS) e Joilson (PT). Pelo menos é o que revelam as pesquisas. Mas independente de pesquisas, o que se vê na cidade é o acirramento entre as duas candidaturas. Já a campanha do atual prefeito, Claudio Furmam, desapareceu após a divulgação dos números do Ibope, que o colocaram em terceiro lugar com apenas 14% das intenções de voto.

O principal apelo da candidatura petista é a parceria entre prefeitura, governo estadual e governo federal. Joilson tenta a todo momento colar sua imagem nas de Lula e Ana Júlia, contando ainda com um batalhão de depoimentos a favor, que inclui até ministros e secretários de estado. Já o candidato Sancler tem como principal apelo o fato de ter experiência na administração do município, tendo em vista que foi vice de Furmam na atual gestão, desincompatibilizando-se apenas para disputar a eleição. Isso, porém, tem se tornado uma faca de dois gumes, já que as imagens dos dois estão muito associadas e Furmam aparece com uma rejeição de 56%.

Se por um lado Joilson tenta de todas as formas associar sua imagem à da governadora e do presidente, por outro Sancler tenta a todo custo se apartar de Claudio Furmam. Percebendo isso, os marqueteiros da candidatura petista têm usado de forma bem eficiente imagens dos dois em diferentes situações. Os responsáveis pela propaganda de Sancler rebatem tentando mostrar que a administração petista vai mal no estado, já que apenas 3% dos tucuruienses consideram o governo de Ana Júlia ótimo.

O que se vê na disputa pela prefeitura de tucuruí é uma verdadeira guerra de imagens, onde as propostas ficaram em segundo plano (quem sabe até em terceiro ou quarto). Parafraseando o presidente Lula, eu diria que "nunca na história de Tucuruí" aquele ditado bíblico foi tão bem vindo: “diz-me com quem andas que te direi quem és”.